Perder alguém é provavelmente a maior dor que o ser humano pode sentir. O coração fica apertado, a tristeza escorre pelos olhos e é difícil pensar em outra coisa a não ser naquela pessoa que de repente não está mais ali.

Como lidar com a perda de uma pessoa querida?

Cada um tem uma maneira diferente de lidar com a morte. Alguns reagem violentamente, outros tem o impulso de eliminar tudo que lembre aquele que se foi, em uma tentativa desesperada de esquecer o que jamais será esquecido, e há ainda os que simplesmente não tem reação, não choram nem riem, entram em um estado de choque e só compreendem o que aconteceu algum tempo depois.

A dor da perda de uma pessoa querida

Há os que preferem estar cercado de gente e os que optam pela solidão. Os que se isolam, os que começam a beber, os que precisam de terapia, os que repensam a vida e os que não a querem mais. É apenas impossível mensurar a dor do outro.

Mas para todos os que ficam há algo em comum. A vida continua.

É difícil encarar aquela roupa pendurada que não veste mais o corpo que vestia, as fotos que mostram quem queríamos que estivesse ao nosso lado agora, e tudo, absolutamente tudo que nos traga lembranças. Mas fica mais leve se pensarmos nos bons momentos, se conseguirmos rir dos casos engraçados e contar histórias. Será mais fácil se construirmos um futuro de boas memórias ao invés de lamentar o passado que não volta.

Como é perder alguém próximo?

Perder alguém próximo nos faz repensar a vida. Ela é finita e pode acabar a qualquer momento. Se acabasse agora, você estaria feliz? Estaria fazendo aquilo que gosta? Estaria ao lado das pessoas que ama e que te fazem bem? E se as respostas forem não, a pergunta é: Por quê?

É preciso aprender a lidar com o ciclo da vida. Todos nós nascemos, crescemos e morremos, e com certeza não estamos preparados para nenhuma dessas fases. Não é por acaso que nossos desafios vão se tornando mais difíceis conforme ficamos mais velhos. É por que vamos adquirindo sabedoria e consciência para lidar com eles.

É preciso saber que apesar de precisarmos cuidar uns dos outros nessa fase, a vida continua. A nossa vida continua.

Esse ano minha noite de Natal foi diferente. Aquela que une a família toda decidiu partir. Ela nos deixou de presente uma lição de vida: o real significado dessa data, dar valor à união e o carinho entre aqueles que se amam. Esse texto foi em homenagem a ela, e a todos nós que ficamos. Que possamos aprender a seguir em frente de maneira leve e levando para vida apenas as boas lembranças.

Vó, nós te amamos muito, e para sempre.