Ainda não superamos o fato de Anne with an E ter sido cancelada pela Netflix, por isso, não teremos a 4ª temporada. Mas, existem outras séries especiais que podem ajudar a matar a nossa saudade da Anne Shirley e toda a sua poesia.

Realmente, queríamos ver muito mais de Anne, Gilbert e todo mundo de Avonlea. Já até contamos por aqui, porque a série Anne with an E é tão especial e inesquecível.

Então, neste post vamos indicar outras séries que também podem conquistar o seu coração, e que também estão disponíveis na Netflix.

Nos baseamos no estilo de época e em assuntos levantados em Anne, como feminismo, machismo, questões LGBT, relações familiares, autoconhecimento e separamos títulos que valem entrar na sua lista. Confira!

Séries para matar a saudade de Anne with an E

Gilmore Girls – 2006

Uma história que se passa numa cidade pequena, que tem protagonismo feminino, relações familiares e romance adolescente. Se você gostou dessas características em Anne, com certeza também vai adorar Gilmore Girls.

Lorelai (Lauren Graham) engravidou na adolescência, quando tinha apenas 16 anos. Então saiu da casa de seus pais ricos e começou uma nova vida bem mais simples, longe deles. Assim, foi mãe solo de Rory (Alexis Bledel) e a relação das duas é muito cativante.

Rory é uma garota muito inteligente e quando consegue uma vaga estudantil importante, Lorelai precisa pedir ajuda aos seus pais, pois não consegue pagar por ela. A única condição que eles pedem é que as duas jantem com eles todas as sextas.

A série foi um imenso sucesso e ganhou até uma temporada especial na Netflix em 2016.

Chewing Gum – 2015

Assim como lamentamos o cancelamento de Anne with na E, também lamentamos por Chewing Gum ter apenas duas temporadas. A dona Netflix gosta de ver a gente sofrer! (risos nervosos)

Enfim, em Chewing Gum acompanhamos a Tracey Gordon (Michaela Coel) que teve uma criação bem rígida e religiosa. Porém, aos 24 anos ela decide contestar toda a opressão que viveu. Mesmo sem saber como, ela resolve perder a virgindade.

Atualmente o título não está disponível, mas você pode ativar o lembrete para receber notificação da Netflix quando ele voltar ao catálogo.

Merlí – 2017

Essa é uma série pouco falada, mas que merece toda a sua atenção. Estamos aqui para enaltecer Merlí porque é uma série maravilhosa, assim como Anne with na E.

Merlí é um professor de filosofia com métodos de ensino nada convencionais. Por isso, ele desperta o interesse dos alunos pela matéria, e eles então passam a entender a filosofia como nunca antes.

Em cada episódio eles aprendem sobre um novo filósofo, e o decorrer da história vai de encontro com o que foi ensinado na sala de aula. Se você gosta das aulas da Miss Stacy em Anne, com certeza vai adorar esta série catalã.

Godless – 2017

Uma minissérie com apenas 7 episódios, Godless se passa no século 19 e traz uma história de faroeste, porém um pouco diferente das que já conhecemos.

Aqui conhecemos a cidade de La Belle, Novo México, que após um acidente em uma mina, passa a ser habitada apenas por mulheres, crianças e idosos. E por esse motivo, é vista por quem está de fora como uma cidade indefesa.

Como em todo faroeste, existe um embate entre dois homens. Aqui, o de um criminoso que está à procura do companheiro que o traiu e que encontrou refúgio exatamente em La Belle.

Assim como Anne defende os direitos e a força das mulheres, em Godless acompanhamos o quão é equivocada a ideia de pensar que uma cidade era indefesa só porque não tinha homens.

As Telefonistas – 2017

Uma série que divide opiniões, por se tratar de um estilo “novelão”. Há quem adore e quem não goste. O que você encontra em As Telefonistas é uma história de época com muita sororidade entre as quatro protagonistas.

Tem drama romântico, uma revolução de costumes opressores e mulheres unidas umas pelas outras. Assim como gostamos de ver em Anne, você também pode gostar dessa outra produção original Netflix.

Atypical – 2017

Anne sempre nos proporciona uma visão de mundo diferente, com a sua própria visão poética de tudo. Em Atypical, Sam também nos dá outra perspectiva das coisas. Mas aqui é por ele se tratar de um garoto autista.

Atypical é outra série adorável. Nela conhecemos Sam e sua família que no início é superprotetora, e restringe as experiências do jovem a apenas situações confortáveis.

Até que Sam resolve viver como qualquer outra pessoa, encarando as suas limitações e se adaptando aos novos desafios como namorar, entrar na faculdade e fazer novos amigos.

Chamas do Destino – 2019

Baseada em fatos reais, Chamas do Destino conta sobre três mulheres, que tiveram suas vidas transformadas. Tudo mudou após um terrível incêndio em um bazar beneficente em Paris, no século 19.

Assim como Anne, é um drama de época com protagonismo feminino. Em Chamas da Vingança também podemos acompanhar como era o comportamento social na época, como as mulheres eram oprimidas e toda a força das protagonistas.

Sex Education – 2019

Diferente de Anne with an E, Sex Education se passa nos dias atuais. Mas o que as duas séries tem em comum são as questões tabus que elas abordam de maneira totalmente natural.

Enquanto Anne, no seu tempo, tratava de sexualidade e feminismo com um ponto de vista bem avançado, delicado e sem censuras, Sex Education faz o mesmo, embora com uma linguagem mais direta.

O Otis (Asa Butterfield) é filho de uma sexóloga, e passa a fazer consultas ilegais com seus colegas da escola, dando conselhos sobre a sexualidade de cada um.

Com isso, diversos temas são levantados como questões LGBT, aborto, abuso sexual, machismo e tudo é tratado com leveza e naturalidade.

Se você ainda não assistiu, pode colocar na sua lista porque Sex Education é uma das melhores séries da atualidade.

Madame C.J. Walker – 2020

Madame C.J. Walker é uma ótima aposta sobre história de época e empoderamento feminino.

Com apenas 5 episódios, a minissérie conta a história de Madame C. J. Walker, uma mulher incrível que assim como a Anne, pensava um século a sua frente e foi uma grande empreendedora na sua época.

Madama C.J. passou por cima do machismo, racismo e da humilhação, e com uma mente muito aberta, construiu seu próprio império. É uma história muito inspiradora e você não pode deixar de ver.

Nada Ortodoxa – 2020

Nada Ortodoxa é outra minissérie bem curtinha, baseada em fatos reais. Daquelas surpresas gostosas que a Netflix proporciona, sabe?

Com protagonista feminina, acompanhamos a história da Esther ou Esty (Shira Haas) em uma jornada de autoconhecimento e recomeço. E histórias de recomeço são a cara de Anne with an E, né?

Esty é uma jovem judia que contraria os costumes impostos pela religião e decide ir atrás do seu lugar no mundo. Onde pode ser livre para ser e fazer o que quiser.

E então, conta pra gente se você também é fã de alguma dessas séries que indicamos. Comenta também se tem mais séries parecidas com Anne with an E, e que ficou de fora dessa lista.

Séries para matar a saudade de Anne with an E

Ah! Não deixe de compartilhar nosso post. Assim, mais fãs da Anne vão poder matar um pouquinho da saudade dessa série querida.