O dólar alto está desanimando os planos de quem pretende fazer uma viagem internacional. Mas saiba que com uma boa organização e seguindo as dicas imperdíveis que selecionamos aqui, é possível sim viajar barato para outro país e aproveitar muito.

Uma viagem sempre começa com o planejamento dela: montar o roteiro com os lugares que quer conhecer, as programações que quer participar e os lugares onde gostaria de comer. E é nesse momento que pequenos detalhes podem fazer a diferença para que você não estoure o seu orçamento, devido à alta do dólar.

Com as dicas que separamos aqui, você vai ver que sua viagem internacional pode ser econômica sem deixar de ser incrível. Vem conferir quais são!

Dicas para viajar com o dólar alto

1) Escolha bem o destino

Se a sua ideia é viajar economizando o máximo possível, então escolha países em que o dólar não seja a moeda oficial. Melhor ainda se o real for mais valorizado do que a moeda local.

Você pode pesquisar entre os países da América do Sul, África, Ásia e montar um roteiro incrível.

Mas se o seu desejo é viajar para a Europa ou para os EUA, um jeito de economizar é pesquisar por destinos com baixo custo de vida.

Compre as passagens aéreas com antecedência

Garanta as suas passagens de ida e volta o quanto antes. Os aplicativos de comparativo de preços são ótimos para te ajudar, e assim que você receber uma notificação ou encontrar o trecho do seu destino com um bom preço, faça a sua compra.

Evitar alta temporada e semanas de feriado prolongado também fazem toda diferença.

2) Pense bem na hospedagem

Existem diversas modalidades de hospedagens e mais uma vez, os aplicativos de comparativo de preços ajudam muito a fazer a melhor escolha. Use e abuse deles!

É importante considerar a localização da sua hospedagem e calcular os possíveis gastos com deslocamentos. Ter uma cozinha compartilhada também pode ser uma boa ideia, porque assim você pode preparar suas próprias refeições – olha mais economia aí!

Priorizar hospedagem com café da manhã incluso também é uma ótima maneira de economizar grana e tempo.

3) Atente-se aos gastos com deslocamento

Muitas cidades oferecem excelentes serviços de transportes públicos. Para eles, existem bilhetes diários ou semanais que podem valer mais a pena do que os avulsos, é uma boa pesquisar antes de comprar.

Já para quem prefere os aplicativos de transporte, é importante pesquisar quais atendem o seu destino. Por exemplo, o Uber que tanto usamos em São Paulo e no Brasil em geral, não é legalizado em algumas cidades estrangeiras, mas existem outras opções.

Dependendo do seu destino e estilo de viagem, alugar um carro pode ser a melhor opção. Nesse caso, é importante se atentar aos gastos com combustível.

E claro, dependendo da distância do seu trajeto e também da sua disposição, muitas coisas podem ser feitas a pé. É a opção totalmente gratuita e que te faz conhecer diversas coisas pelo caminho, muitas delas que você nem estava esperando e podem te surpreender.

4) Use os programas de fidelidade do seu cartão de créditos

Ter cadastro no programa de fidelidade do seu cartão pode valer muito a pena e render boas economias. Consulte os benefícios disponíveis, como milhas de viagem, por exemplo, e use a seu favor.

Optar pelo seguro viagem oferecido por eles também pode ser uma boa, mas lembre-se de pesquisar e comparar com outras opções.

5) Pague todas as despesas que puder com antecedência

Passagens, hospedagem, carro alugado ou passagem de ônibus, agência de passeios e tudo o que você precisar e puder pagar antes, será melhor.

Muitas vezes, comprar ingressos para atrações turísticas com antecedência também vale a pena, porque tem desconto.

6) Atente-se ao comprar moeda estrangeira

Faça comparação entre os preços das casas de câmbio antes de comprar a moeda do seu país de destino. Nesse momento, os apps de comparativo de preços ajudam mais uma vez, e com eles você escolhe o local com a melhor taxa de câmbio.

Comprar dólar aos poucos pode ser uma alternativa para economizar. No entanto, a desvantagem é pagar a taxa de serviço por cada transação que você fizer. Se achar melhor, troque real por dólar ou euro uma única vez, e pague só por uma taxa de serviço.

Para dólar e euro é mais indicado fazer a troca ainda no Brasil, já moedas em que o real é mais valorizado, compensa trocar no país de destino.

Dicas para viajar com o dólar alto

Lembre-se de nunca comprar moeda com cambista e ir a uma casa de câmbio de segurança!

Até aqui, você já conferiu que dá para economizar bem no planejamento da viagem. Agora vem as dicas para se controlar durante a trip. Confira!

7) Escolha bem os restaurantes

Uma boa forma de economizar com alimentação é alternando. Você pode escolher uma das refeições do dia para fazer em um lugar bacana e as demais em locais mais simples. Fugir dos pontos turísticos e observar ou se informar onde os moradores locais costumam frequentar, também é uma boa ideia.

Se na sua hospedagem tiver uma cozinha disponível, essa é a melhor opção de economia. Vá no mercado, compre o que você precisa e prepare as suas próprias refeições.

Lembre-se também de que hospedagens com frigobar costumam cobrar um valor alto pelos itens disponíveis, é melhor evitá-los.

8) Evite usar o cartão de crédito

Tudo o que você puder comprar à vista, compre! O dólar alto e a taxa de 6,38% de IOF podem atrapalhar o seu orçamento no final.

Tenha o cartão de crédito por perto para uma situação de emergência, mas use com moderação.

9) Dê preferência às atrações gratuitas

As cidades turísticas oferecem um leque de atrações e se você pesquisar bem, vai encontrar muitas atividades totalmente gratuitas ou que são free em um determinado dia da semana.

Por isso, é importante planejar bem o seu roteiro antes de viajar e já ir com a certeza do que quer fazer.

10) Tome cuidado com as compras

Se a sua intenção é viajar para fazer compras, primeiro compare os preços dos seus itens de desejo no exterior e aqui no Brasil. Com o dólar alto, pode não compensar comprar fora.

Caso o seu destino seja os EUA, dê uma pesquisada na Amazon e veja se é possível fazer a entrega na sua hospedagem sem nenhuma taxa. Também vale a pena pesquisar na internet em outros países.

Cuidado também com souvenirs e outros gastos supérfluos que fazem o dinheiro desaparecer rapidinho. Já dizia o Julius: “se eu não comprar nada, o desconto é maior”.

Dicas para economizar na sua viagem

Então é isso! Espero que essas dicas te ajudem a economizar mesmo em tempos de dólar alto, e que a sua viagem seja incrível.

Mas antes de sair, compartilhe o post com aquela pessoa que está pensando em viajar para o exterior, mas não sabe o que fazer com a moeda do Tio Sam tão cara!