A década de 1980 foi revolucionária em vários aspectos, incluindo a moda. Indo de encontro à sobriedade e leveza da década anterior, surgiram maquiagens exageradas, cores neon, roupas estruturadas, maiôs cavados e o começo do culto ao corpo. Apesar de parecer distante, tudo o que aconteceu há 30 anos incide até hoje no nosso guarda-roupa.

Gosta do estilo da época? Quer saber mais sobre a influência dos anos 80 na moda de hoje? Então confira o post que preparamos para você!

Moda fitness

Foi na década de 1980 que começou o movimento conhecido como “geração saúde”, extremamente preocupado com a alimentação, exercícios físicos e, claro, o culto ao corpo.

As academias viraram uma febre e a moda refletia isso: as roupas eram bem coladas e extremamente coloridas, realçando os músculos e as formas. Blusas cropped de gola canoa para as mulheres e camisetas extremamente cavadas para os homens, ambas mostrando o que foi conseguido com muito custo e horas na malhação.

Além das leggings chamativas, outro elemento dessa tendência ainda é muito visto por aí: o collant ou body, que hoje é usado no dia a dia pelas mulheres e combinado, principalmente, com calças jeans.

Roupas estruturadas

Se nos anos 70 as camisas de tecidos leves eram combinadas com jeans, nos 80 os blazers tomaram conta. Roupas estruturadas fizeram parte dos looks de ambos os sexos, mas foi no guarda-roupa feminino que encontraram o seu reinado.

Os yuppies (young urban professionals ou jovens profissionais urbanos, que mais tarde representariam a geração Y) surgiram como um contraponto aos hippies de 20 anos antes. Nessa época, as mulheres também começaram a ganhar mais espaço no mercado de trabalho.

Yuppies

Por isso, as peças consideradas de trabalho ficaram mais rígidas, com ombreiras e tecidos mais grossos, que davam a impressão de poder e força. Os conjuntos, até então essencialmente masculinos, também passaram a fazer parte do visual feminino.

Para usar essa tendência nos dias de hoje, é só optar por blazers de ombros mais largos, calças mais amplas, cintos largos e golas diferenciadas. As mulheres podem optar também por saias lápis e batom vermelho.

Acessórios exagerados

A década oitentista foi marcada pela experimentação. Tudo era exagerado, e os acessórios não escaparam disso. Relógios enormes, brincos que mais pareciam lustres e cintos largos aliados à cintura alta estavam presentes no visual, tanto de homens quanto de mulheres.

Essa moda é bem presente ainda hoje. Se você quiser adotá-la com equilíbrio, que tal usar um brinco enorme e colorido numa orelha só ou um relógio bem grande num pulso com uma pulseira discreta no outro braço? Assim, traz uma referência da época sem parecer ter saído diretamente de lá.

Androginia

O visual andrógeno ganhou a força que só uma década de ousadia poderia proporcionar. Já não havia mais uma regra do que era apenas de meninos ou meninas. Isso era visto desde a forma mais sutil, com as mulheres usando conjuntos antes só vistos no guarda-roupa masculino, até a mais exagerada, no visual excêntrico de artistas como Boy George, Annie Lennox e Prince.

Moda Anos 80 na Música

E até o look mais básico possível também saiu dessa tendência. Inspirada em James Dean e sua juventude transviada, a combinação calça jeans, camiseta branca e jaqueta de couro era essencialmente usada por jovens mulheres. Era a mistura do visual rebelde com a fisionomia delicada e quase infantil das meninas da época.

James Dean e a moda dos anos 80

Difícil de imaginar que tantas tendências oitentistas inspirem nosso modo de vestir até hoje, não é? Mas essa é a graça da moda: sempre podemos usar referências do passado para construir um estilo único.

Gostou de saber mais sobre a influência dos anos 80 na moda? Quer ver mais posts sobre tendências e comportamento? Curta nossa página no Facebook e não perca nenhuma novidade!

Você também vai gostar: