O rock n’ roll e a moda têm suas histórias se cruzando ao longo dos anos. O gênero musical sempre teve suas características muito particulares, que se estendiam até as roupas.

A moda sempre foi e ainda é um recurso de expressar personalidade e coisas que acreditamos. E foi isso que o rock fez ao longo do tempo. Hoje podemos ver uma boa demanda de peças inspiradas nos estilos que os roqueiros adotaram no passado.

Este post mostra como se deu e ainda é essa relação do rock n’ roll com a moda e como as tendências atuais ainda demonstram essa influência. Confira!

Os anos 50 de Elvis Presley

A década de 50 foi marcada por todo o charme e elegância do rei do rock. Com seus paletós e camisas de gola alta, Elvis fez história com um visual único e marcante.

As jaquetas de couro também estavam presentes constantemente, junto às calças “pescando”, fossem de jeans (com dobras na barra) ou até mesmo de couro.

Beatles e Dylan nos anos 60

Com dois verdadeiros ícones, os anos 60 foram inesquecíveis para a música e, por que não, para a moda? Os Beatles, além de arrebatadores musicalmente, tinham seu estilo próprio com os ternos bem ajustados, usados quase como uniforme.

O indie de Bob Dylan trazia um estilo bastante despojado e até mesmo despreocupado, algumas vezes. As camisas sobrepostas às camisetas davam um tom bem informal de quem não se preocupava com o que usava. Os chapéus eram o acessório que dava um toque único de personalidade ao artista.

As cores lisérgicas e o punk dos anos 70

A psicodelia reinou nos anos 70 e as cores, o brilho e até mesmo o exagero compunham os looks dos artistas da época.

Os visuais marcantes ficaram por conta de David Bowie e toda a ousadia do seu androginismo, Janis Joplin e seu visual hippie, composto por coletes, saiões e coletes, e Jimmy Hendrix, com camisas coloridas e abertas, assim como os blazers detalhados e bordados.

O movimento punk também trouxe muita influência para a moda, especialmente com Sex Pistols e Ramones. Óculos escuros, calças jeans ajustadas e jaquetas de couro formaram visuais que podem ser considerados atemporais.

Os anos 80 trouxeram preto, couro e atitude

A era do rock pesado foi extremamente marcante também na moda. O preto predominava, sempre com muitas peças de couro, como calças justas e coletes. Bandanas e óculos no estilo aviador foram os acessórios da vez.

O metal predominava e o estilo gótico reinou entre os jovens, que mostravam toda sua atitude por meio de peças com estética obscura e muitos acessórios, como correntes de metal e pregos.

A revolução dos jovens com o grunge dos anos 90

A geração da década de 90 talvez fosse a mais rebelde de todos os tempos e estava sedenta de um gênero musical que a representasse. Foi assim que o grunge surgiu em Seattle, com dois representantes máximos: Nirvana e Pearl Jam.

A estética do gênero era muito vista nas roupas, principalmente, de Kurt Cobain. O líder do Nirvana gostava de se sentir confortável, ainda que isso presumisse desleixo: jeans rasgados, camisas xadrezes de flanela e qualquer camiseta listrada foram suficientes para marcar época.

A relação do rock n’ roll e a moda atualmente

O gênero musical ainda influencia muito o modo como nos vestimos atualmente. É simples observar: qualquer item com mais atitude provavelmente tem origem no rock.

Os jeans destroyed são um sucesso e começaram com o grunge, assim como as camisas xadrezes, presentes atualmente em coleções de marcas de renome como a Fear of God.

As calças e jaquetas de couro são itens permanentes e disputadíssimos de grandes marcas da alta-costura, como a Saint Laurent, que teve o rock como grande inspiração durante a era do estilista Hedi Slimane. Ele também trouxe de volta os ternos ajustados, como uma referência clara ao estilo dos anos 60 muito presente no rock.

O rock n’ roll e a moda andaram de mãos dadas por toda a história e até hoje permanecem com itens capazes de ajudar você a definir seu estilo com precisão.

Gostou deste conteúdo? Aproveite e saiba como criar um look descolado com 4 ideias!